Manual de cogumelos comestíveis

13.4.16

Eu sou apaixonada por cogumelos. Sério. Apaixonada. Quase uma dependente química. Se pudesse, comeria todos os dias.

Pra começar, adoro a textura. Depois, acho um encanto como cada tipo tem um tamanho, uma cor, um formato (todos lindos). Por último, e não menos importante, amo o sabor. A sensação que tenho é que são substitutos naturais da carne. Sinto-me saciada com eles, mas sem a parte chata: aquele peso na barriga, pela dificuldade de processar tanta fibra de uma só vez.

Quando o assunto é sabor, aliás, eles são de uma profundidade rara (poucos alimentos são assim). São versáteis. São uma riqueza.

Amo shimeji refogado na manteiga, com shoyu e cebolinha (ou nirá). Piro com funghi porcini no meio de um risoto ou uma massa. Perco a linha com um estrogonofe de shiitake. Sério. Viveria disso, caso não fosse tão caro.